Premium A lei de Carlos Alexandre

Se o objetivo de José Sócrates era criar confusão para que possa alimentar a tese da cabala, não podia ter arranjado melhor aliado do que Carlos Alexandre.

Pode haver uma interpretação benigna para a insinuação do juiz Carlos Alexandre de que teria havido tramoia no sorteio que ditou que a instrução da Operação Marquês fosse distribuída a Ivo Rosa. A saber: que a acusação teria falhas, as provas não seriam suficientemente sólidas, haveria pontos controversos e assim a melhor forma de tudo correr segundo as convicções de Carlos Alexandre seria ele ser o juiz da sua própria conduta.

Esta interpretação já seria suficientemente grave e faria com que ficasse criada a legítima sensação de que este juiz, no mínimo, não é a pessoa indicada para conduzir um processo da dimensão e gravidade deste.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG