Premium O inexperiente Zelensky "disposto a tudo" para conseguir a paz com o veterano Putin

O novo presidente ucraniano tem defendido o diálogo com a Rússia, estabelecendo como prioridade o cessar-fogo em Donbass e a recuperação da Crimeia. Na tomada de posse mostrou-se "disposto a tudo" para "restabelecer a paz".

Na campanha para as presidenciais ucranianas, Volodymyr Zelensky foi acusado de ser tão inexperiente que não teria capacidade de fazer frente à Rússia. Na tomada de posse nesta segunda-feira, o ex-humorista defendeu que a sua primeira prioridade é conseguir um cessar-fogo em Donbass, controlada por separatistas pró-russos, e recuperar a Crimeia, anexada por Moscovo em 2014, mostrando-se "disposto a tudo" até a "perder a minha popularidade e o meu cargo para restabelecer a paz".

Mas afinal qual é a relação de Zelensky - que por falta de apoio no Parlamento anunciou a convocação de legislativas antecipadas logo no discurso da posse - com a Rússia do veterano Vladimir Putin? Ainda na campanha, questionado por um jornalista da RBC sobre se este era um inimigo, o candidato de 41 anos respondeu: "É claro que é." E num debate com Porochenko lembrou que nunca tinha falado com o presidente russo na vida, lembrando que o mesmo não podia dizer-se do adversário.

Ler mais

Exclusivos