Premium Vistos gold: a investigação de corrupção que atingiu o topo do Estado laranja

Será conhecida nesta tarde a sentença do processo Vistos Gold, uma das investigações de corrupção mais marcantes do mandato da ex-procuradora-geral Joana Marques Vidal. Um ex-ministro e um ex-diretor de polícia estão no banco dos réus.

Poucos se lembrarão do nome da operação policial que esteve na origem do que ficou conhecido como "caso dos VistosGold": Labirinto. Porque o que estava em causa, na tese do Ministério Público (MP), era uma alegada rede de corrupção, labiríntica, infiltrada ao mais alto nível do Estado, com várias ramificações de interesses, tendo nos "vistos dourados", no favorecimento em negócios e na escolha de dirigentes públicos à margem das regras, os seus principais tentáculos.

"Há uma rede que utiliza o aparelho de Estado para concretizar atos ilícitos, muitos na área da corrupção", afirmou Joana Marques Vidal, ex-procuradora-geral da República (PGR), na sua primeira entrevista após a detenção de José Sócrates, na Operação Marquês, e de três altos dirigentes do Estado na Operação Labirinto - resumindo bem a acusação deste último caso.

Ler mais

Exclusivos