Premium Trump e Trudeau à procura de uma aproximação

Há um ano, o primeiro-ministro canadiano foi chamado de "muito desonesto e fraco" pelo presidente norte-americano. Hoje vão tentar acertar agulhas sobre a ratificação do tratado comercial que substitui o NAFTA e sobre a forma de contrabalançar a China.

Uma mensagem no Twitter de Justin Trudeau a revelar cumplicidade com Nancy Pelosi, a líder da Câmara dos Representantes que quer ver Donald Trump preso, e a defesa dos jornalistas e da liberdade de imprensa por parte da ministra dos Negócios Estrangeiros que mais parece uma resposta ao homem que vive na Casa Branca não são os melhores sinais para um Canadá a precisar de restabelecer as relações com o vizinho e a depender de um homem temperamental.

"Ei, Pelosi, lamento que a nossa aposta não tenha resultado para si, mas estou à espera das iguarias da Califórnia que me deve. Já agora, eu gosto de chocolate preto", escreveu Trudeau em tom cúmplice e bem-humorado.

Ler mais

Exclusivos