Premium Sérgio Praia, o ator cantor que acaba com a maldição no filme sobre António Variações

Finalmente chega o filme que estava amaldiçoado: Variações. Com o milagre de Sérgio Praia como António Variações e a história do barbeiro que perseguiu o sonho de ser músico que o realizador João Maia conta nos ecrãs.

É um filme que levou dez anos a fazer e que agora é a esperança para reerguer o cinema português que ainda acredita no ato de contar histórias e sem imbecilizar o espectador. Chama-se Variações, estreia-se esta quinta-feira, e como não podia deixar de ser conta a história de António Variações, o músico português que continua a encantar todas as gerações.

É também a primeira obra mais competente e em estado de graça do nosso cinema em muitos anos. O seu realizador é João Maia, um estreante que já ultrapassou os 40 anos, um autodidata vindo das matemáticas que sempre quis trazer a memória do cantor-barbeiro para o cinema. Mas Variações só resulta tão bem porque há um Sérgio Praia que "é" António Ribeiro/António Variações, o homem e o artista. Uma interpretação ao nível de uma perfeição que é tudo menos transformação, é encarnação! Além do mais, o ator também canta sem imitar o que conhecíamos da personagem real. O efeito é de tal maneira espantoso que há um pacto instantâneo para acreditarmos que estamos diante de António Variações.

Ler mais

Exclusivos