Premium Sérgio Praia, o ator cantor que acaba com a maldição no filme sobre António Variações

Finalmente chega o filme que estava amaldiçoado: Variações. Com o milagre de Sérgio Praia como António Variações e a história do barbeiro que perseguiu o sonho de ser músico que o realizador João Maia conta nos ecrãs.

É um filme que levou dez anos a fazer e que agora é a esperança para reerguer o cinema português que ainda acredita no ato de contar histórias e sem imbecilizar o espectador. Chama-se Variações, estreia-se esta quinta-feira, e como não podia deixar de ser conta a história de António Variações, o músico português que continua a encantar todas as gerações.

É também a primeira obra mais competente e em estado de graça do nosso cinema em muitos anos. O seu realizador é João Maia, um estreante que já ultrapassou os 40 anos, um autodidata vindo das matemáticas que sempre quis trazer a memória do cantor-barbeiro para o cinema. Mas Variações só resulta tão bem porque há um Sérgio Praia que "é" António Ribeiro/António Variações, o homem e o artista. Uma interpretação ao nível de uma perfeição que é tudo menos transformação, é encarnação! Além do mais, o ator também canta sem imitar o que conhecíamos da personagem real. O efeito é de tal maneira espantoso que há um pacto instantâneo para acreditarmos que estamos diante de António Variações.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.