Exclusivo Mushuc Runa. O clube indígena que nasceu numa cooperativa e está a fazer história

O clube equatoriano estreia-se nesta terça-feira na Copa Sul-Americana, a segunda competição mais importante da América do Sul. O projeto nasceu em 2003 para integrar jogadores indígenas, mas cresceu de tal forma que a equipa de futebol chegou à I Divisão e teve de construir um estádio.

Esta terça-feira será um dia histórico para o Mushuc Runa FC, um modesto clube equatoriano que vai participar pela primeira vez na Copa Sul-Americana de clubes. O jogo está agendado para as 22.15 em Portugal continental e o adversário é o Union Espanola, um histórico do futebol chileno. Trata-se de um jogo especial por toda a história do Mushuc Runa, um clube com menos de 20 anos de existência e que foi fundado por uma cooperativa de crédito com uma forte componente social, a de integrar e ajudar indígenas.

Para perceber melhor a história do Mushuc Runa FC é preciso recuar a 1999, quando o Equador atravessou umas das maiores crises da sua história e decretou o congelamento de depósitos bancários, uma medida que levou à extinção de várias entidades bancárias. Uma crise económica sem precedentes que ficou conhecida como Feriado Bancário e que afetou sobretudo a população mais pobre.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG