Premium De ambulância, de avião, num tanque de guerra: viagens com Miguel Palma

Exposição antológica do artista passa em revista mais de 30 anos de carreira de Miguel Palma a partir desta quarta-feira no Museu Berardo, em Lisboa.

O curador Miguel von Hafe Pérez conheceu o artista Miguel Palma em 1992, quando organizou em Serralves a exposição Imagens para os Anos 90 na qual mostrava alguns dos artistas da então nova geração. Palma ia expor o Olho Mágico e queria também mostrar uma peça nova, intitulada Engenho. "Mas tenho uma condição: tenho de ser eu a levar a obra de Lisboa para o Porto", disse-lhe o artista. O curador concordou sem imaginar o que iria acontecer. É que Engenho é um veículo a motor, "uma visão retro-futurista do automobilismo", que tanto nos faz lembrar um carro de corrida como um tanque de guerra. E Miguel Palma fez efetivamente a viagem de Lisboa para o Porto a conduzir este automóvel e chegou ao museu, escoltado pela polícia, com enorme aparato. "À sua chegada, os espectadores perguntavam-se: isto é arte?", lembra Von Hafe.

Ler mais

Exclusivos