Aconteceu em 1985 - O antes e o depois: 15 mil mortos na erupção do vulcão Arenas

O DN publicou, na edição de 17 de novembro de 1985, duas fotografias da cidade colombiana de Armero: uma mostrava o antes e a outra o depois da erupção, que causou um deslizamento de terras.

"As duas fotos, isoladamente, pouco têm de especial, mas, juntas, revelam todo o dramatismo e a extensão de uma tragédia, que ainda hoje continua", escrevia o Diário de Notícias na sua edição de 17 de novembro de 1985, como legenda de duas fotografias que mostravam o antes e o depois da catástrofe.

O vulcão entrou em erupção no dia 13 de novembro, após 69 anos adormecido. A erupção ​fundiu cerca de 10% do glaciar da montanha, enviando rios de lama, terra e escombros pela montanha abaixo. Armero, onde viviam 20 mil pessoas, ficava a apenas 50 quilómetros de distância, com estudos mais recentes a sugerir que terão morrido 20 mil dos 29 mil habitantes da localidade. No total, terão morrido 23 mil pessoas na região.

Na edição de 17 de novembro, o DN falava em 15 mil mortos entre os 20 mil habitantes e avisava: "Muitos sobreviventes, desesperados, estão em risco de morrer por falta de auxílio adequado."

No interior do jornal, lia-se "Armero, antiga e pitoresca cidade, foi quase totalmente soterrada por 20 metros de lama negra, com centenas de cadáveres visíveis e centenas de sobreviventes à míngua".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG