Premium Portugal deve adotar um único sistema de rótulos com cores, alertam especialistas

Artigo científico da autoria de especialistas portugueses defende que Portugal deve adotar o sistema de rotulagem dos franceses, que classifica os alimentos em cinco cores. DGS está a desenvolver um estudo para perceber qual o modelo mais adequado para o país.

Se der uma volta na despensa, facilmente se apercebe que existem vários códigos de cores nos rótulos dos alimentos. Há fabricantes que usam o semáforo nutricional desenvolvido no Reino Unido, outros adotaram o modelo de cinco cores (Nutri-Score) criado em França e há ainda algumas variações. Para evitar que existam múltiplos semáforos no mercado, um grupo de especialistas publicou um artigo científico, no qual defende que o governo português deve adotar o sistema de rotulagem Nutri-Score e torná-lo o único sistema usado a nível nacional.

Portugal passou da ausência quase total de sistemas interpretativos nos rótulos para uma grande variedade de semáforos nutricionais. "Não há uma linha guia concreta para as empresas, que começaram a usar múltiplos sistemas interpretativos", diz o médico Francisco Goiana da Silva, principal autor do estudo. O Continente usa o semáforo nutricional há dez anos, por exemplo, enquanto a Auchan utiliza o Nutri-Score. E há multinacionais que querem desenvolver os seus próprios modelos. Perante este cenário, o investigador do Centre for Health Policy of Global Health do Imperial College de Londres reuniu um grupo de especialistas para "produzir evidência científica" sobre o modelo o usar.

Ler mais

Exclusivos