Premium O australiano que se inspirou em Breivik para matar muçulmanos

O terrorista tem 28 anos e matou pelo menos 49 pessoas em duas mesquitas de Christchurch. Num manifesto, escreveu que queria gerar uma "atmosfera de medo" e que teve a bênção do extremista norueguês.

O atacante de Christchurch, que matou pelo menos 49 pessoas em duas mesquitas na terceira maior cidade da Nova Zelândia, explicou no manifesto de 73 páginas que escreveu que um dos seus objetivo é criar uma "atmosfera de medo" contra os muçulmanos e "reduzir diretamente a imigração para terras europeias". Reagindo de imediato, o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, e o primeiro-ministro paquistanês, Imran Khan, apontaram o dedo à islamofobia no Ocidente.

O australiano Brenton Tarrant, de 28 anos, definiu-se no texto como "um homem branco normal" que decidiu "tomar uma posição para garantir o futuro para o meu povo". Contudo, para o primeiro-ministro australiano, Scott Morrison, ele é apenas um "terrorista violento, extremista, de extrema-direita". Será presente neste sábado a tribunal, para responder por homicídio.

Ler mais

Exclusivos