Premium Susana Díaz versus Pedro Sánchez: a luta de egos que corrói o PSOE

Vem de longe a luta pelo poder entre a presidente da Junta da Andaluzia e o primeiro-ministro e líder do PSOE. A verdade é que atualmente nem um nem outro estão numa posição confortável e forte. Mas mesmo assim a disputa prossegue. Corroendo o partido que está atualmente no poder em Espanha.

A guerra entre Pedro Sánchez e Susana Díaz vem de longe e resulta da impossibilidade de os dois ocuparem o mesmo espaço, ou seja, a liderança do PSOE e a chefia do governo de Espanha. Neste momento é ele quem detém os dois títulos, o primeiro com o apoio dos militantes socialistas nas primárias, mas sem o dos barões do partido, o segundo sem ser eleito pelos espanhóis e depois de vencer uma moção de censura contra o governo PP de Mariano Rajoy. Para que Díaz acedesse a estes cargos, só por cima do cadáver de Sánchez e, neste momento, a presidente da Junta da Andaluzia não parece estar nas melhores condições para qualquer assalto ao poder. Se com Sánchez o PSOE teve, nas legislativas de 2016, o pior resultado da democracia espanhola, com Díaz os socialistas, cujo único feudo é ainda a Andaluzia, tiveram aí a sua pior prestação de sempre nas eleições autonómicas do passado dia 2.

Susana Díaz:
A presidente da Junta ou a "Maquiavel de Sevilha"

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG