Premium Estados Unidos e Rússia acordam no desacordo

Reunião do secretário de Estado norte-americano com Sergei Lavrov e Vladimir Putin teve como objetivo encontrar um mínimo denominador comum para o restabelecimento das relações. Mas nos temas quentes as duas potências mostraram total falta de sintonia.

O presidente russo, Vladimir Putin, viajou na terça-feira para o Centro de testes de voo Chkalov, em Akhtubinsk, para inspecionar tecnologias aéreas e armamentos, incluindo um caça MiG-31 armado com o míssil hipersónico Kinzhal. Viu ainda o mais recente caça MiG-35 e um Sukhoi-57, igual à esquadra que o escoltou quando o avião presidencial se aproximava de Akhtubinsk, cidade a 130 quilómetros de Volgogrado. A visita foi uma mensagem para Washington? "Não, não é verdade. Daqui nenhuma teoria da conspiração deve ser engendrada", respondeu o porta-voz do Kremlin, Dmitri Peskov.

Intencional ou não, o Kremlin chamou a atenção para os avanços da indústria e da tecnologia militar russa, a poucas horas de um encontro com um alto representante de um país com quem tem uma relação tumultuosa.

Ler mais

Exclusivos