Premium Tarantino dá o peito às balas da melancolia

A estrear em plena silly season, como um gesto de provocação cinéfila, está aí um dos grandes filmes deste ano. Era Uma Vez... em Hollywood é a fantasia saudosa de um Tarantino maduro.

O início da vida mediática de Era Uma Vez... em Hollywood ficou marcada pelo triste, e ao mesmo tempo memorável, episódio na conferência de imprensa do Festival de Cannes, em que uma jornalista do The New York Times decidiu confrontar Quentin Tarantino com a contabilidade dos diálogos da atriz Margot Robbie (que no filme interpreta a trágica Sharon Tate).

Comentava então a repórter que Robbie tinha muito poucas deixas e que isso não era compatível com o seu talento, insinuando a comparação com os colegas ao seu lado na mesa, Leonardo DiCaprio e Brad Pitt. A tal afirmação Tarantino respondeu de forma curta e seca, instalando uma atmosfera pesada na sala: "Rejeito a sua hipótese."

Ler mais

Exclusivos