Premium As eleições que não foram adiadas apesar do covid-19

Há dúvidas de que as municipais em França - um teste ao presidente - decorram sem sobressaltos, mas Macron e o seu governo minimizam riscos para os eleitores.

No Reino Unido, as eleições locais, agendadas para maio, foram adiadas um ano. Nos Estados Unidos, as primárias democratas no Luisiana, que iriam decorrer no dia 4 de abril, passaram para junho. Num e noutro caso devido ao covid-19, assunto que domina as atenções de meio mundo, pelo perigo de saúde pública, e que, além disso, deixa a economia global em risco. Em França, a solução foi outra e as eleições municipais vão decorrer nas datas previstas, neste domingo e no seguinte. Isto apesar da solenidade com que o presidente se dirigiu aos compatriotas: "É a mais grave crise sanitária no espaço de um século. Com gravidade, mas lucidez, digo-vos que ainda estamos no início da epidemia."

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG