Premium Sergio Moro mais perto do Supremo e mais longe do Planalto

Segundo Bolsonaro, o futuro do seu ministro da Justiça é na mais alta corte do país. Declaração foi lida como tentativa de controlar eventual insatisfação do ex-juiz da Lava-Jato. Ou de afastá-lo de uma eventual corrida presidencial.

O futuro de Sérgio Moro está no Eixo Monumental, a avenida central de Brasília onde se situam, a uma distância de meros 500 metros, o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Palácio do Planalto, opinam a maioria dos observadores políticos brasileiros. Se depender de Jair Bolsonaro, soube-se agora, o seu ministro da Justiça vai sentar-se entre os juízes da mais alta corte do Brasil já a partir de 2020 e não na cadeira de presidente da República do país. Se depender do próprio Moro, não se sabe.

Num intervalo de poucas horas, o presidente disse que combinou com ele indicá-lo ao STF à primeira oportunidade. O ministro negou qualquer acordo nesse sentido.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Betinho

Betinho: "NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus à seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.