Premium Colômbia. Um português ensina o capitalismo a ex-guerrilheiros comunistas

Ricardo Zózimo tem 41 anos e é um católico empenhado que em tempos até admitiu tornar-se padre. Doutorado em Lancaster (Inglaterra) e professor agora na Nova SBE, foi no final do ano passado levar à Colômbia os seus conhecimentos de empreendedorismo

Não se trata de lhes dar o peixe. Nem sequer de lhes dar a cana e ensiná-los a pescar. Isso já sabem e já fazem. Trata-se, muito simplesmente, de os "ajudar a entrar numa lógica de mercado". Os rudimentos do capitalismo, enfim. "Empreendedorismo", assim se chama.

Foram guerrilheiros e comunistas. Agora já não são guerrilheiros mas ainda se lembram muito bem de como foi - e continuam comunistas. São colombianos, das ex-Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (FARC). Oito mil ao todo, famílias incluídas, vivendo em quase uma trintena de acantonamentos espalhados pelo país (os denominados ETCR - Espaços Territoriais de Capacitação e Reincorporação). Lenine e Che Guevara continuam a ser figuras de referência.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".