Aconteceu em 1927 - Um movimento revolucionário em Lisboa

Uma tentativa de golpe rapidamente dominada em Lisboa e descrita como "um incidente na residência do chefe de Estado" fazia o principal destaque da edição do DN de 13 de agosto de 1927.

O título descansava logo quem se sobressaltava com a notícia de que se "esboçara ontem em Lisboa um movimento revolucionário": "O governo dominou rapidamente a situação, tendo sido preso o comandante Filomeno da Câmara", contava o DN, a abrir uma edição de anunciado interesse com dez páginas.

O levantamento pretendera derrubar o terceiro governo da ditadura portuguesa, liderado por Óscar Carmona entre 1926 e 1928 - ano em que seria eleito como o primeiro Presidente da República do Estado Novo.

Descrevendo pormenorizadamente os factos daquele dia e a reação das forças oficiais, o jornal sublinhava que "todas as unidades militares se manifestaram fiéis ao governo, o qual não sofrerá, por enquanto, alteração".

E para garantir que tudo estava em ordem e pacificado, nesse mesmo dia, na Amadora, a concentração de tropas do Grupo de Aviação recebia a visita do ministro da Guerra. "Logo que se soube da tentativa do golpe de Estado, o sr. general Luís Domingues, governador militar de Lisboa, percorreu todos os quartéis da área de Campolide e aí conferenciou largamente com os oficiais", descrevia o DN.

Exclusivos