Premium País latino-americano com mais refugiados recebe cinco mil venezuelanos por dia

O Equador foi obrigado a declarar situação de emergência pela entrada massiva de venezuelanos na última semana. A maioria dos que fogem da crise política e económica na Venezuela segue para outros países a sul. Até final de julho só quatro mil tinham pedido refúgio num país que acolhe 62 909 refugiados.

Entre janeiro e agosto, 60 309 migrantes e refugiados entraram na Europa após cruzar o Mediterrâneo, segundo a Organização Internacional para as Migrações (OIM). No mesmo período, 547 mil venezuelanos, ou seja, quase dez vezes mais, entraram no Equador. Na última semana, a entrada ao ritmo de cinco mil por dia obrigou Quito a declarar o estado de emergência para as suas províncias mais a norte, de forma a garantir a atenção necessária aos migrantes.

De todos os que cruzaram a fronteira terrestre entre a Colômbia e o Equador, muitos dos quais após dias ou semanas a caminhar desde a fronteira venezuelana, só 20% ficam neste país. A grande maioria continua a viagem mais para sul, principalmente para o Peru ou o Chile.

Ler mais

Exclusivos