Premium Do Parlamento nacional ao europeu. Quem manda mais?

Na Assembleia da República vive-se ao ritmo do dia-a-dia, o Parlamento Europeu é uma corrida de fundo. "É mais tranquilo legislar em Bruxelas." Quem tem mais influência na vida dos portugueses, os deputados nacionais ou os europeus?

Quando chegou a Bruxelas, Diogo Feio levava na bagagem cinco anos como deputado à Assembleia da República (AR). Lembra-se bem de uma das primeiras impressões à chegada ao Parlamento Europeu: "Na primeira reunião do grupo parlamentar em que estava integrado, uma reunião interna do Partido Popular Europeu, estavam mais deputados do que aqueles que há em toda a AR."

O gigantismo e a complexidade. É a primeira impressão de quem tem a experiência do hemiciclo nacional e chega a Bruxelas como eleito ao Parlamento Europeu (PE). A dimensão transnacional transforma o PE numa realidade "muito distinta" da Assembleia da República, diz a comunista Ilda Figueiredo, também ela com passagem pelos dois cenários.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Betinho

"NBA? Havia campos que tinham baldes para os jogadores vomitarem"

Nasceu em Cabo Verde (a 2 de maio de 1985), país que deixou aos 16 anos para jogar basquetebol no Barreirense. O talento levou-o até bem perto da NBA, mas foi em Espanha, Andorra e Itália que fez carreira antes de regressar ao Benfica para "festejar no fim". Internacional português desde os Sub-20, disse adeus há seleção há apenas uns meses, para se concentrar na carreira. Tem 34 anos e quer jogar mais três ou quatro ao mais alto nível.