Premium Vem aí mais uma guerra contra Ferro no Parlamento

Presidente da Assembleia recusa Parlamento transformado em "assembleia municipal para atender à obra do chafariz". BE e CDS dizem que está em causa o "espírito democrático" da AR

Ferro Rodrigues, presidente da Assembleia da República (AR), está farto de ver os deputados discutirem e votarem no plenário centenas e centenas de resoluções (recomendações ao governo sem nenhum valor vinculativo) que, no seu entender, extravasam as competências parlamentares, imiscuindo-se nas do governo. Só nos três anos da atual legislatura foram aprovadas 1200 - mais 400 do que no total dos quatro anos da legislatura anterior (2011-2015).

Aos líderes parlamentares já deixou um aviso. Dizendo que "a Assembleia da República não pode funcionar como uma assembleia municipal para atender à obra do chafariz", acrescentou que "não pode continuar a admitir este tipo de resoluções a partir da próxima sessão legislativa". Mas há quem se oponha.

Ler mais

Exclusivos