Premium Quando tentaram matar um papa em Portugal

A 13 de maio de 1982, em Fátima, João Paulo II era novamente vítima de uma tentativa de assassínio, na primeira viagem do Sumo Pontífice a Portugal. Um ano antes, em Roma, Karol Wojtyła tinha sobrevivido a dois tiros.

Era a primeira visita pastoral do Papa viajante a Fátima. Nesse ano de 1982, João Paulo II já tinha estado no Gabão, no Benim, na Nigéria e na Guiné Equatorial, mas Fátima revestia-se de um significado especial: um ano antes, a 13 de maio de 1981, o turco Mehmet Ali Agca tinha tentado assassinar o Sumo Pontífice na Praça de São Pedro, em Roma. Karol Wojtyła sobreviveu e interpretou isso como uma intercessão de Nossa Senhora de Fátima (por isso a bala que lhe retiraram do corpo está incrustada na coroa da imagem que nunca sai do Santuário).

Era preciso ir à Cova da Iria agradecer à Virgem. E veio.

Ler mais

Exclusivos