Campo de Ourique é o bairro dos franceses, mas eles querem-no português

Naquele que já era conhecido como bairro dos franceses, foram aparecendo lojas de baguetes, queijos, pastelaria fina e, mais recentemente, um talho em que se corta a carne "à francesa". Campo de Ourique tem a maior comunidade francesa da cidade. E há décadas que se renova e desencadeia transformações sociais.

A fama de bairro francês de Lisboa escuta-se nas ruas. Mães com filhos, famílias, casais, rua fora, no Jardim da Parada, no mercado, no café. Um palrar que se mistura com o dos outros habitantes, turistas e residentes chegados de outras paragens. "De há uns tempos para cá, o que se nota é que há muita gente a falar francês na rua", diz Pedro Cegonho, revelando que a Junta de Freguesia de Campo de Ourique, que preside, já teve de aumentar a oferta de aulas daquela língua na universidade sénior: "Há muita gente a querer reciclar o francês para poder comunicar com o vizinho."

O conteúdo Campo de Ourique é o bairro dos franceses, mas eles querem-no português aparece em DN Ócio

Exclusivos