Premium Braço-de-ferro na Venezuela sai das ruas para a Assembleia

Falhado o levantamento nas ruas contra Nicolás Maduro, o conflito segue na Assembleia Nacional. Guaidó agita a bandeira da intervenção militar externa, enquanto o regime prende deputados que perderam a imunidade.

"A Assembleia Nacional recebe um golpe de Estado contínuo. Há um desmantelamento absoluto do Parlamento nacional e do Estado de direito", comentou o presidente interino da Venezuela numa declaração a propósito da prisão do seu vice-presidente na Assembleia Nacional. Juan Guaidó desafiou o regime chavista a prendê-lo: "Estive e estou a dirigir a Operação Liberdade. Porque detêm Edgar Zambrano? Têm medo de quê?"

Zambrano, vice-presidente da Assembleia, foi preso na quarta-feira por agentes dos serviços secretos (SEBIN) que, perante a recusa do político em sair do veículo em que seguia, usaram um reboque para levá-lo no automóvel para o Helicoide, icónico edifício transformado em sede do SEBIN e prisão política. Terão sido detidos quatro assessores de Zambrano.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG