Premium

Entrevista de vida

Marco Paulo: "Podia ter casado e podia não ter sido tão feliz como fui"

Aos 74 anos, Marco Paulo admite estar a pensar como vai terminar a carreira. Ainda não tem data, mas já lá vão mais de 53 anos a cantar ao coração dos portugueses. Por enquanto está focado na promoção do seu novo disco e no concerto no Coliseu de Lisboa, a 12 de outubro.

O que guarda do Alentejo da sua infância?
O Alentejo é uma paixão que deixei muito novo. Mas sempre que me é possível regresso aos braços onde nasci.

Ainda sente uma ligação tendo em conta que saiu de lá muito novo?
Sim. Saí de Mourão com 5 anos. Como era muito pequenito não dava muita atenção a isso. Mas hoje, adulto, consigo aproximar-me dos sítios que frequentava com 4, 5 anos e sempre que regresso sinto-me em casa. Grato por ter nascido no Alentejo. Embora diga sempre que sou português em primeiro lugar e depois alentejano porque nasci lá. Tenho a honra e o privilégio de pertencer àquele povo e àquela gente.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Líderes europeus

As divisões da Europa 30 anos após o fim da Cortina de Ferro

Angela Merkel reuniu-se com Viktor Orbán, Emmanuel Macron com Vladimir Putin. Nos próximos dias, um e outro receberão Boris Johnson. E Matteo Salvini tenta assalto ao poder, enquanto alimenta a crise do navio da ONG Open Arms, com 107 migrantes a bordo, com a Espanha de Pedro Sánchez. No meio disto tudo prepara-se a cimeira do G7 em Biarritz. E assinala-se os 30 anos do princípio do fim da Cortina de Ferro.