Premium

Entrevista de vida

Marco Paulo: "Podia ter casado e podia não ter sido tão feliz como fui"

Aos 74 anos, Marco Paulo admite estar a pensar como vai terminar a carreira. Ainda não tem data, mas já lá vão mais de 53 anos a cantar ao coração dos portugueses. Por enquanto está focado na promoção do seu novo disco e no concerto no Coliseu de Lisboa, a 12 de outubro.

O que guarda do Alentejo da sua infância?
O Alentejo é uma paixão que deixei muito novo. Mas sempre que me é possível regresso aos braços onde nasci.

Ainda sente uma ligação tendo em conta que saiu de lá muito novo?
Sim. Saí de Mourão com 5 anos. Como era muito pequenito não dava muita atenção a isso. Mas hoje, adulto, consigo aproximar-me dos sítios que frequentava com 4, 5 anos e sempre que regresso sinto-me em casa. Grato por ter nascido no Alentejo. Embora diga sempre que sou português em primeiro lugar e depois alentejano porque nasci lá. Tenho a honra e o privilégio de pertencer àquele povo e àquela gente.

Ler mais