Premium "Só recebi o corpo do meu filho oito dias após os atentados de 11 de março"

Pilar Manjón perdeu um filho de 20 anos nos atentados terroristas de Madrid. Apelidada de "Mãe Coragem" pelos media, ex-presidente da Associação 11-M - Afetados pelo Terrorismo, a sindicalista fala ao DN sobre o dia em que Daniel morreu e conta como tem vivido estes 15 anos após os ataques de 11 de março de 2004.

Há menos de uma semana Pilar Manjón foi avó pela primeira vez. O neto tem o mesmo nome do tio, Daniel Paz, falecido a 11 de março de 2004, vítima dos atentados terroristas em Madrid, reivindicados pela Al-Qaeda.

O bebé traz agora alegria a uma família dilacerada pela dor desde esse fatídico dia em que morreram 191 pessoas e mais de duas mil ficaram feridas.

Ler mais

Exclusivos