Premium Venezuela: Guerra Fria é mais económica do que ideológica

Os apoios internacionais ao presidente venezuelano, Nicolás Maduro, e ao líder da Assembleia Nacional e presidente interino, Juan Guaidó.

Não é coincidência que Rússia e China, os dois maiores credores da Venezuela, sejam os principais apoiantes internacionais do presidente Nicolás Maduro, criticando a ingerência dos EUA e o apoio que estes deram ao líder da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, após este se declarar presidente interino.

Em risco está todo o investimento que fizeram nos últimos anos na Venezuela, assim como o pagamento dos empréstimos a troco de petróleo que começaram ainda no tempo de Hugo Chávez. Sabendo isso, Guaidó tem procurado dar garantias aos credores de que a Venezuela cumpriria com as suas obrigações.

Ler mais

Exclusivos