Premium O som do silêncio

Na praia da Barra, onde morei durante quatro anos, era o vento, o grasnar das gaivotas e, de vez em quando, o mar.

Em Florença, onde fiz o doutoramento, chegava dos sinos distantes, das vozes estranhas e desesperadas do hospital psiquiátrico em frente e dos comboios a passar (aprendi que até os comboios podem transportar silêncios).

Ler mais

Exclusivos