Premium

santos populares

O autarca do norte que é o rei dos manjericos de Santo António e São João

Joaquim Araújo, presidente da Junta de Freguesia de Pedrouços, começou a plantar manjericos há 25 anos. Neste ano vai vender 50 mil exemplares para as festas de Santo António (Lisboa) e de São João (Porto).

Quando chega junho, o mês dos Santos Populares, Joaquim Araújo já sabe que tem de meter férias. Tal como a sua mulher, Alexandrina Araújo, desenhadora projetista. É tempo de colherem o que durante o ano semearam nos seus quatro terrenos com um hectare, situados em Pedrouços (Maia), freguesia à qual Joaquim preside.

"É daqui que saem os manjericos para todas as festas", diz o pai de Alexandrina, Manuel Ferreira Gomes, 90 anos, encostado à ombreira da porta do seu quintal, de onde saem caixas de árvores em ponto pequeno para serem carregadas nos camiões de distribuição. É dia de encomenda. Neste mês, são quase todos. "Ninguém pode mexer-se aqui com tanto manjerico", reclama Manuel, que agora já quase só supervisiona os trabalhos. A família e os amigos juntam-se todos os dias a partir das 05.30 para arrancar à terra a planta aromática e medicinal, semeada em fevereiro, e colocá-la nos tradicionais vasos de barro. Colocam a bandeirinha com o dizer e pode seguir.

Ler mais

Exclusivos