Premium Câmara municipal e rádio são os últimos alvos da onda de violência no Ceará

Desde dia 2, já se registaram 125 ataques de criminosos no estado do nordeste do Brasil e duas mortes. Tudo começou quando o secretário de segurança local anunciou mais fiscalização nas cadeias. Ministro Sergio Moro enviou reforço policial federal.

A população de Icó, no centro do estado do Ceará, foi acordada nesta noite com um tiroteio na câmara municipal e um ataque, à mesma hora, a uma rádio local. Foram os últimos episódios de uma onda de violência no estado do nordeste do Brasil, que dura desde o segundo dia de 2019, e já soma 125 ações de criminosos em 36 cidades, 110 detenções e duas mortes.

Embora não haja ainda uma explicação oficial, tudo indica que um discurso do secretário de segurança do estado a ameaçar maior fiscalização nas cadeias desencadeou a crise. O ex-juiz Sergio Moro, novo ministro da justiça, enviou reforço policial para a região.

Ler mais

Exclusivos

Premium

violência

Como foi possível uma tragédia destas no Sri Lanka?

Destino turístico de eleição para muitos europeus nos últimos tempos, o Sri Lanka tem um longo historial de violência e de episódios de sectarismo religioso. Mesmo assim atentado de domingo surpreendeu tudo e todos. Governo desta ilha do Índico, que está demitido pelo presidente desde outubro de 2018, acusou o grupo National Thowheed Jamath, diz que terá havido apoio externo e que alertas foram ignorados