Premium Dave Chappelle. A brava dança dos heróis

Exigir a comediantes uma noção perfeitamente calibrada das permissões e sanções do seu próprio tempo faz tanto sentido como exigir-lhes que sejam profetas ou heróis.

Nem todos os heróis usam capa - ou estetoscópio, ou calçado desportivo, ou farda de bombeiro. Alguns usam apenas T-shirt e calças de ganga (ou um macacão esverdeado) enquanto se apresentam heroicamente de microfone na mão perante milhões de pessoas, na maior plataforma multimédia do mundo.

Em décadas mais inocentes, um comediante profissional não precisava de ser corajoso. Cobardes como Lenny Bruce podiam passar uma carreira inteira a fazer espectáculos tranquilos para plateias constituídas quase exclusivamente por agentes do FBI, ou irem seis vezes parar à prisão por acusações de obscenidade, ou serem condenados a quatro meses de trabalhos forçados por dizerem a palavra "pilinha", antes de morrerem na penúria aos 40 anos, abraçados a um frasco de morfina - tudo isto sem nunca encontrarem qualquer perturbação social que os obrigasse a mostrar coragem.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.