Premium Os lugares e a memória

A minha vida foi passada em seis cidades, incluindo Lisboa, onde agora moro. As mudanças foram ditadas pela procura de algo que queria e não tinha, a nível educativo, profissional e também pessoal. Tenho milhares de recordações de cada uma das cidades, mas, quando as evoco no dia-a-dia (uma notícia, o e-mail de um amigo, o currículo que tem de ser revisto), há uma ou duas imagens que se fazem metonímia.

Assim a Figueira da Foz é o mar e os dias sem fim, Coimbra é o Café Tropical na Praça da República, Genebra a neve e as montanhas, Florença é o rio Arno e as pontes entardecidas, Aveiro um céu imenso e o silêncio das gaivotas. Já Lisboa... Não sei, ainda é cedo, ou a proximidade não o permite. As vozes pela janela, o Tejo, o bairro, as histórias que vou recolhendo. A memória é caprichosa e exigente, que sei eu, que apenas vivo o que o tempo vai escolher?

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Borges

Islamofobia e cristianofobia

1. Não há dúvida de que a visita do Papa Francisco aos Emirados Árabes Unidos de 3 a 5 deste mês constituiu uma visita para a história, como aqui procurei mostrar na semana passada. O próprio Francisco caracterizou a sua viagem como "uma nova página no diálogo entre cristianismo e islão". É preciso ler e estudar o "Documento sobre a fraternidade humana", então assinado por ele e pelo grande imã de Al-Azhar. Também foi a primeira vez que um Papa celebrou missa para 150 mil cristãos na Península Arábica, berço do islão, num espaço público.

Premium

Adriano Moreira

Uma ameaça à cidadania

A conquista ocidental, que com ela procurou ocidentalizar o mundo em que agora crescem os emergentes que parecem desenhar-lhe o outono, do modelo democrático-liberal, no qual a cidadania implica o dever de votar, escolhendo entre propostas claras a que lhe parece mais adequada para servir o interesse comum, nacional e internacional, tem sofrido fragilidades que vão para além da reforma do sistema porque vão no sentido de o substituir. Não há muitas décadas, a última foi a da lembrança que deixou rasto na Segunda Guerra Mundial, pelo que a ameaça regressa a várias latitudes.