Premium Exemplo de Durão trava oposição interna a Rui Rio 

Luís Montenegro, Miguel Morgado, Miguel Pinto Luz, Pedro Duarte. Quatro dos principais rostos da oposição interna no PSD já decidiram que não vão pôr em causa a liderança de Rui Rio antes das próximas legislativas. A um ano das eleições, uma guerra civil no PSD seria meio caminho andado para uma maioria para o PS.

Subitamente, todos travaram. Na oposição interna a Rui Rio estabeleceu-se um consenso: não pôr em causa o líder do partido antes das próximas eleições legislativas. Personalidades como Luís Montenegro, Pedro Duarte, Miguel Pinto Luz ou Miguel Morgado entenderam-se nesse ponto. E todos - embora em tempos diferentes - com declarações públicas clarificadoras. A última foi de Luís Montenegro, no sábado, no Expresso: "Não concordo, não patrocino e não me condiciono por iniciativas que visem destituir o líder do PSD intempestivamente. O PSD precisa de bom senso e de maturidade. O nosso adversário é o PS, António Costa e o imobilismo deste governo amarrado à esquerda radical."

Perante isto, André Ventura, vereador do partido em Loures, prepara-se para pôr um fim ao movimento por ele iniciado visando a angariação de assinaturas de militantes (2500, no mínimo) tendo em vista a destituição do líder.

Ler mais