Premium Amadora: inquéritos a violência policial reabertos e sem acusação

A ex-coordenadora do DIAP ​​​​​​defende-se da inspeção do MP, segundo a qual houve inquéritos de suspeitas de violência policial que foram arquivados sem serem investigados.

A ex-coordenadora do Departamento de Investigação e Ação Penal (DIAP) da Amadora, Ana Teresa Leal, garante ao DN que mandou reabrir os inquéritos de denúncias de violência policial que foram alvo de uma inspeção do Ministério Público (MP) em 2014. Alguns processos naquela comarca tinham sido arquivados por uma procuradora ali destacada nesse ano, e sem investigação adequada, segundo o relatório de uma inspeção do MP, conforme noticiou o DN.

"Verificou-se a existência de um número significativo de inquéritos contra agentes da PSP pela prática de factos que, eventualmente, poderiam integrar crimes de abuso de poder. Globalmente, a investigação não teve a exigência que aquele tipo de crimes exigiria, nomeadamente num contexto social etnicamente diversificado", escreveu no seu relatório o procurador-geral adjunto Alípio Ribeiro, já jubilado e na altura inspetor do MP.

Ler mais

Exclusivos