IVA de touradas em Portugal era mais baixo do que em Espanha
Premium

OE2020

IVA de touradas em Portugal era mais baixo do que em Espanha

No país ao lado, corridas de touros têm IVA na taxa intermédia, 10%, desde 2017. Em França estão na máxima - como, por votação de PS, BE e PAN, fica agora cá, contra a posição de PSD, PCP e CDS. E da Prótoiro, que apela ao veto do PR e invoca o aumento de espetadores nos últimos três anos.

"A tourada não é um espetáculo violento. É ético, artístico, formativo e pedagógico. É o inverso de um espetáculo de violência."

Hélder Milheiro, porta-voz da Prótoiro, Federação Portuguesa de Tauromaquia, responde assim à pergunta do DN sobre a natureza dos espetáculos taurinos que, de acordo com a votação desta quarta-feira no Parlamento, passarão em 2020 a cobrar o mesmo tipo de IVA dos pornográficos. Isto depois de no Orçamento do Estado de 2019 se ter assistido ao movimento inverso, com a taxa das touradas a descer de 13% para 6%, à imagem da dos festivais de música - e contra a vontade do governo, que queria a subida para a taxa máxima e foi contrariado pelo voto contra de 40 deputados do PS.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG