Após 90 anos a votar Labour, Wakefield está ao alcance dos Tories por causa do Brexit
Premium

Reino Unido

Após 90 anos a votar Labour, Wakefield está ao alcance dos Tories por causa do Brexit

A cidade no West Yorkshire vota Labour desde os anos 1930, mas em 2017 os trabalhistas só tiveram uma maioria de 2176 votos. No referendo de 2016, 66,4% optaram pelo Brexit, mas a sua representante local votou contra o acordo no Parlamento. O DN esteve numa das circunscrições eleitorais que Boris Johnson espera roubar a Jeremy Corbyn.

Desde os 14 anos que Alan Barley ajudava nas campanhas do Labour, partido no qual sempre votou e pelo qual o seu avô foi eleito vereador em Wakefield. "Ele daria voltas no túmulo se visse o que se passa." Não por o seu neto, de 71 anos, usar um cachecol e um gorro azul-celeste do Partido do Brexit, mas porque a deputada trabalhista local Mary Creagh votou contra o que a maioria dos eleitores de Wakefield escolheram no referendo de 2016: a saída do Reino Unido da União Europeia. "Mary Creagh é a maior anedota em Wakefield. Não estou a brincar. A minha decisão há três anos foi sair da União Europeia e agora quero que isso seja respeitado", diz ao DN, à porta da catedral de estilo gótico da cidade. "Não me importa que qualquer outra pessoa vença desde que não seja Mary Creagh."

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG