Dragão alcança maior goleada da época e está a duas vitórias do título

Os golos de Soares, Marega, Alex Telles (penálti), Fábio Vieira (em estreia) e Luis Díaz permitiram ao FC Porto golear o Belenenses SAD, por 5-0. Na quinta-feira poderá festejar o título se vencer em Tondela e o Benfica perder em Famalicão

O FC Porto repôs este domingo em seis pontos a vantagem sobre o Benfica na corrida ao título, ao golear o Belenenses SAD por 5-0, no Estádio do Dragão, em partida da 30.ª jornada da I Liga.

A equipa de Sérgio Conceição alcançou a terceira vitória consecutiva, pelo que neste momento está apenas a dois triunfos de se sagrar campeão nacional. E pode mesmo festejar o título na próxima quinta-feira se vencer em Tondela e, depois, o Benfica perder em Famalicão.

Apesar do triunfo gordo, os dragões estiveram longe de ser brilhantes, sobretudo na primeira parte, na qual apresentaram um futebol mais calculista e sem o fulgor físico que caracterizou a equipa ao longo da temporada. O Belenenses SAD teve um início bem mais atrevido, com uma linha defensiva muito subida, à procura de evitar a construção do jogo portista, obrigando o adversário a lançamentos em profundidade à procura de Soares e, sobretudo, Marega.

Ao mesmo tempo, os azuis do Jamor tentavam trocar a bola, sempre à procura do espaço vazio, nas saídas para o ataque. Foi por isso que a equipa de Petit foi a primeira a criar situações de perigo, sobretudo com lances de Edi Semedo e Nuno Coelho.

Soares indica o caminho

Os dragões tentavam o remate de longe devido à falta de fluidez ofensiva para criar ocasiões para marcar. Só que aos 31 minutos, na primeira falha defensiva do Belenenses SAD, Soares apareceu sozinho no coração da área a cabecear para o fundo da baliza, após um cruzamento bem medido de Otávio.

Os portistas tranquilizavam-se, após uma primeira meia hora um pouco tensa, enquanto os azuis deixaram de ser tão protagonistas no ataque. O colombiano Mateus Uribe ainda fez o segundo golo, anulado pelo VAR por ter tocado a bola com o braço.

No segundo tempo, o jogo do FC Porto ganhou maior fluidez nas trocas de bola, embora sempre muito longe da baliza, pois o Belenenses SAD voltou a apresentar-se com uma defesa subida e com a zona central muito povoada.

Os jogadores portistas procuravam então os lançamentos longos para as costas da defesa contrária e num desses lances Corona isolou Marega, que aproveitou para fazer o segundo golo e acabar com as dúvidas quanto ao vencedor.

Controlar e chegar à goleada

A partir desse momento, o FC Porto procurou controlar o jogo, com Sérgio Conceição a dar esse sinal com várias substituições, já a pensar que na quinta-feira há jogo com o Tondela.

Ainda assim, os dragões acabaram por chegar à goleada, aproveitando o balanceamento ofensivo do adversário para em transições rápidas levarem o perigo junto da baliza defendida por Koffi.

Cafu Phete, dez minutos depois de ser lançado em campo por Petit, perdeu a bola em zona proibida e fez penálti sobre Luiz Dias, que Alex Telles aproveitou para fazer o terceiro golo. Na resposta, o Belenenses SAD criou a melhor oportunidade para marcar, mas Nuno Pinto cabeceou ao poste na sequência de um cruzamento da direita.

Um dos momentos especiais da noite surgiu aos 82 minutos quando o jovem Fábio Vieira se estreou a marcar na equipa principal na cobrança de um livre direto. Um lance que motivou sorrisos no banco portista, uma vez que quem estava para cobrar o livre era Alex Telles.

O FC Porto chegou à sua maior goleada da temporada com uma jogada fantástica de Luis Díaz, que arrancou ainda no seu meio-campo e, apesar de ter vários colegas a que podia ter passado a bola, aplicou um remate potente que só parou no fundo da baliza. Era o ponto final parágrafo num jogo em que, apesar de não terem brilhado, os dragões piscaram o olho ao 29.º título de campeão nacional.

VEJA OS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA

FICHA DO JOGO

Estádio do Dragão, no Porto
Árbitro: Rui Oliveira (Porto)

FC Porto - Marchesín; Wilson Manafá, Mbemba, Pepe, Alex Telles; Jesús Corona (Luis Díaz, 72'), Uribe (Vítor Ferreira, 76'), Sérgio Oliveira (Danilo Pereira, 72'), Otávio (Fábio Vieira, 64'); Soares (Fábio Silva, 76'), Marega
Treinador: Sérgio Conceição

Belenenses SAD - Koffi; Diogo Calila (Tiago Esgaio, 68'), Nuno Coelho, Ricardo Ferreira (Cafu Phete, 64'), Rúben Lima; Nuno Pina, André Santos (Show, 55'), Danny Henriques; Marco Matias (Dieguinho, 64'), Alhassane Keita, Edi Semedo (Cassierra, 64')
Treinador: Petit

Cartão amarelo a Otávio (29'), Alhassane Keita (41'), Danny Henriques (49'), Sérgio Oliveira (69'), Dieguinho (69')

Golo: 1-0, Soares (31'); 2-0, Marega (58'); 3-0, Alex Teles (75 gp); 4-0, Fábio Vieira (82'); 5-0, Luis Díaz (90'+2)

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG