Premium Rio ainda vai a tempo de mobilizar as hostes sociais-democratas?

O líder do PSD ataca agora forte e feio o governo e António Costa. Mas depois dos "consensos", será que é suficiente para abrir o capítulo do combate político até 6 de outubro? Será que Rio ainda vai a tempo de mobilizar as hostes sociais-democratas e de contrariar as sondagens?

A elaboração das listas de candidatos às eleições legislativas - que deixaram muita gente de fora, incluindo apoiantes de primeira hora -, somada às sucessivas más sondagens, tem deixado o PSD desalentado. Rui Rio diz que não sente a pressão, mas a verdade é que tem vindo a intensificar os ataques ao governo, em particular a António Costa. A força do combate político, que internamente lhe pediam desde o início, começou agora.

Na festa do Pontal, no sábado; na Universidade de Verão do PSD, no domingo. O registo do líder do PSD foi o mesmo e de confronto aberto com o governo. "Este governo governa para a sua própria imagem, para o presente e não para futuro e, por isso, não traz esperança", acusou o social-democrata, perante uma plateia de jovens.

Ler mais

Exclusivos