Premium David Grossman: "Pode ler-se e gostar-se da Bíblia e ser-se ao mesmo tempo um não crente"

Um dos mais importantes escritores israelitas dissecou o mito bíblico de Sansão e compara o herói de todos os judeus com o poderio militar que o país obteve pela primeira vez na sua história.

O escritor israelita David Grossman confessa-se não crente mas ao mesmo tempo garante é um estudioso da Bíblia desde há décadas. Não como muitos outros que passam anos a analisar duas linhas do livro, mas com muito empenho e curiosidade. A tradução de O Mel do Leão - O Mito de Sansão que agora é publicada em Portugal recupera uma edição de 2006, encomendada ao autor para uma coleção sobre os grandes mitos da humanidade.

Não será por acaso que Grossman escolheu a história bíblica de Sansão, é uma das que mais poderão entusiasmar um romancista devido ao facto de Dalila ser capaz de quebrar com um simples corte dos seus cabelos todo o poder de uma figura que os próprios israelitas evocam como um herói comparável à história da nação. Para Grossman, o episódio de Sansão "é um grande argumento para um escritor" e não só, "daí que existam tantos livros sobre a história dele, filmes, e até Tom Jones cantou uma canção com o nome Delilah".

Ler mais

Exclusivos