Premium Turismo: Portugal já aparece mais no radar dos chineses

Só 10% dos chineses têm passaporte, mas o número dos que viajam cresce de ano para ano. Portugal é um dos destinos de eleição na Europa e deverá continuar a ser.

Esteve adormecido durante anos, mas, a pouco e pouco, o gigante chinês está a despertar e a Europa (e Portugal) quer ficar com uma fatia deste mercado de milhões que está a descobrir o mundo. Na entrada da década, Pequim apostou numa transformação económica e, nunca perdendo de vista as exportações, decidiu apostar também no consumo interno. À medida que as famílias foram obtendo mais rendimentos, começaram a aceder cada vez mais a bens de luxo e a conhecer o mundo.

A população chinesa ronda os 1,4 mil milhões de pessoas, sendo certo que menos de 10% têm passaporte - cerca de 140 milhões de pessoas. No ano passado, os chineses realizaram 145 milhões de viagens transfronteiriças e no primeiro semestre de 2018 as visitas ao estrangeiro, indicam os dados oficiais, cresceram 15% em relação ao mesmo período de 2017, para 71,31 milhões.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Legalização do lobbying

No dia 7 de junho foi aprovada, na Assembleia da República, a legalização do lobbying. Esta regulamentação possibilitará a participação dos cidadãos e das empresas nos processos de formação das decisões públicas, algo fundamental num Estado de direito democrático. Além dos efeitos práticos que terá o controlo desta atividade, a aprovação desta lei traz uma mensagem muito importante para a sociedade: a de que também a classe política está empenhada em aumentar a transparência e em restaurar a confiança dos cidadãos no poder político.