Exclusivo Indonésia teme milhares de mortos no pior sismo e tsunami desde 2004

Número de vítimas mortais na ilha de Celebes subiu ontem para 832, mas o vice-presidente Jusuf Kalla avisa que pode chegar aos "milhares" porque há zonas às quais as autoridades ainda não conseguiram chegar.

Os socorristas resgataram ontem uma mulher de 25 anos das ruínas do hotel Roa-Roa, em Palu, onde se estima que estariam pelo menos 50 pessoas na altura do sismo e tsunami de sexta-feira, na ilha Celebes, na Indonésia. Noutra casa, tentavam salvar uma jovem de 15 anos, cujas pernas estavam sob os escombros onde já jaziam mortas a sua mãe e sobrinha, trabalhando para evitar que a água de um cano esburacado pudesse afogá-la.

As autoridades indonésias temem que o número de mortos possa chegar aos milhares. O último balanço oficial já aponta para 832 mortes confirmadas, mas o acesso a algumas regiões afetadas (onde vivem 1,4 milhões de pessoas) é limitado e há muitas pessoas ainda presas nas ruínas e corpos a dar às praias.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG