Automóveis. O lado B do actor e humorista Pedro Alves

"O meu pai esteve sempre ligado ao meio automóvel. A minha paixão pelos automóveis começou por aí, aliás, era o que queria fazer da minha vida". Mas entretanto, pelos 16 anos, a rádio meteu-se no caminho, e mais tarde os sketchs humoristicos na televisão, os espetáculos, a música, o cinema e agora as telenovelas.

E com isso os motores, passaram a ter um papel secundário na vida de Pedro Alves. Atualmente, é um dos protagonistas da nova telenovela da TVI Festa é Festa onde faz o papel de presidente da junta, que também é "presidente do clube de hóquei, presidente da casa do povo e também coveiro. É um registo normal mas com grande vertente humoristica. É um produto leve".


Mas os automóveis não ficaram definitivamente parados. Há 12 anos criou uma empresa, a Monstter, que transforma carroçarias. E Pedro, que estudou engenharia mecânica, continua a participar, sempre que pode, em algumas provas automobilisticas. Já o fez "à séria", diz. Participou no campeonato nacional de velocidade e no campeonato de Trial 4x4 até 2018. Nesse ano decidiu reformar-se das corridas, "não tinha tempo para me preparar para disputar os primeiros lugares". Apesar disso vai fazendo umas provas de vez em quando, para não esquecer a adrenalina da condução. "Acabo por ter duas vidas, uma muito ligada aos automóveis e que nada tem a ver com a televisão e espetáculos", explica.

Além da novela há mais uma novidades do seu lado A. A parelha, e amizade, de mais de 20 anos com ator/apresentador José Paulo Rodrigues, e que resultou no filme 7 Pecados Rurais (2013) realizado por Nicolau Breyner, vai ter uma sequela e voltar aos cinemas no Natal. Queira a pandemia permitir.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG