Premium Toty Sa'Med: "Neste momento Lisboa é uma cidade muito crioula"

Entrevista ao músico que Salvador Sobral escolheu para atuar no EDP Cool Jazz. Toty Sa'Med falou com o DN sobre as novas músicas em que está a trabalhar, com letras de José Eduardo Agualusa, Mia Couto e Kalaf.

Chamava-se Antigamente É Que Era Doce o espetáculo que naquela noite fez de Óbidos uma espécie de quintal angolano. Toty Sa'Med e Kalaf cantavam canções dos anos 1960 e 1970. Foi em 2015. O músico dos Buraka Som Sistema viria a produzir o primeiro EP de Toty, Ingombota, então praticamente desconhecido.

Nele, o músico angolano cantou canções bem mais velhas do que a sua voz, canções de Ruy Mingas, Artur Nunes ou Bonga. No último dia, 18, subiu ao palco do EDP Cool Jazz na noite em que o festival dera carta-branca a Salvador Sobral. A voz de Amar pelos Dois escolheu-o para a primeira parte.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Ferreira Fernandes

A Europa, da gasolina lusa ao palhaço ucraniano

Estamos assim, perdidos algures entre as urnas eleitorais e o comando da televisão. As urnas estão mortas e o nosso comando não é nenhum. Mas, ao menos, em advogado de Maserati que conduz sindicalistas podíamos não ver matéria de gente rija como cornos. Matéria perigosa, sim. Em Portugal como mais a leste. Segue o relato longínquo para vermos perto.Ontem, defrontaram-se os dois candidatos a presidir a Ucrânia. Não é assunto irrelevante apesar de vivermos no outro extremo da Europa. Afinal, num canto ainda mais a leste daquele país há uma guerra civil meio instigada pelos russos - e hoje sabemos, como não sabíamos ainda há pouco, que as guerras de anteontem podem voltar.