Premium O Brexit e os votos indicativos. Segundo 'round' no Parlamento britânico

Deputados britânicos voltam nesta segunda-feira a assumir o controlo dos trabalhos sobre o Brexit. Há oito propostas de votos indicativos. O speaker John Bercow vai escolher quais as que vão mesmo a votação. O governo de Theresa May não é obrigado a assumir o resultado, mas se houver uma maioria alternativa clara ao seu acordo, rejeitado já por três vezes, poderá ter de fazê-lo.

Câmara dos Comuns vai debater nesta segunda-feira e votar uma série de opções alternativas ao acordo do Brexit de Theresa May, que nos últimos três meses já foi rejeitado três vezes pelos deputados. O último chumbo, na passada sexta-feira, não teve, porém, carácter vinculativo.

Em jogo estão oito propostas, cabendo ao speaker do Parlamento, John Bercow, decidir as que aceita levar a votação. As que forem aceites serão alvo de votação simultânea, em papel, entre as 20.00 e as 20.30, sendo o resultado anunciado posteriormente. Na quarta-feira passada, 16 propostas foram apresentadas, oito foram aceites, nenhuma foi aprovada. Os deputados falharam em conseguir uma maioria alternativa ao acordo do Brexit de May. Não é certo que desta vez seja diferente. E mesmo que seja, a primeira-ministra conservadora já indicou que o seu executivo não é obrigado a assumir o resultado como seu e ir discuti-lo com a UE27.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG