José Eduardo Agualusa: "João Lourenço trouxe o fim do medo na sociedade civil"
Premium

José Eduardo Agualusa

José Eduardo Agualusa: "João Lourenço trouxe o fim do medo na sociedade civil"

José Eduardo Agualusa já não ia a Angola há mais de três anos. O escritor crítico regressou para lançar o livro Sociedade dos Sonhadores Involuntários. E deu uma entrevista ao Jornal de Angola em que fala das mudanças no seu país.

Já não ia a Angola há mais de três anos, José Eduardo Agualusa. Regressou para lançar o livro Sociedade dos Sonhadores Involuntários e fazer workshops de escrita com Mia Couto - a convite do Instituto Goethe e do coletivo cultural Pés Descalços. O escritor angolano, que vive em Moçambique, ainda não tinha estado no seu país depois das eleições e fala agora, numa entrevista ao Jornal de Angola que o DN publica em exclusivo para Portugal, sobre o país diferente que encontrou.

Está a escrever em Angola? Ou está completamente dedicado à agenda oficial?
Estou a escrever. Temos de aproveitar todos os momentos para escrever. Estou a escrever um novo romance que me comprometi em entregar ao meu editor português até finais de maio. Não sei se será possível. Mas estou avançado.

Ler mais

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG