Valor de novas encomendas com quebra menos acentuada em Julho

O valor das novas encomendas recebidas na indústria caiu 25 por cento nos três meses terminados em Julho, uma descida menos acentuada que a registada em Junho, informou hoje o INE.

Dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), revelam que aquele resultado foi determinado por desempenhos menos negativos verificados tanto no mercado nacional como no externo.

Em Junho, as novas encomendas tinham descido 28,2 por cento.

No mercado nacional, o valor das novas encomendas às empresas industriais desceu 22,9 por cento no trimestre terminado em Julho, menos que a diminuição de 24,4 por cento registada em Junho.

Quanto ao mercado externo, nos três meses terminados em Julho, as encomendas recebidas diminuíram 27,2 por cento, em termos homólogos, igualmente um desempenho melhor que a quebra de 31,5 por cento de Junho.

O INE acrescenta que todos os grandes agrupamentos industriais apresentaram quebras.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG