Utentes de transportes querem reunião com ministro

O Movimento de Utentes dos Transportes da Área Metropolitana do Porto (MUT-AMP) anunciou hoje que pretende uma reunião urgente com o ministro da Economia para contestar o aumento das tarifas.

"O Movimento de Utentes dos Transportes da Área Metropolitana do Porto (MUT-AMP), face aos aumentos dos preços dos transportes públicos que entraram em vigor a 01 de Agosto e face à onda de protestos que varreu o país de Norte a Sul, irá já hoje mesmo solicitar uma reunião com carácter de urgência ao Ministério da Economia Transportes Obras Públicas Comunicações e Emprego", refere o MUT em comunicado.

Alegam que "os aumentos que entraram em vigor a 01 de Agosto são um roubo no já fraco poder de compra das famílias" e que "o Governo está a contribuir para o aumento da pobreza em Portugal, em vez de combater a exclusão social e promover a igualdade social".

O MUT-AMP acredita que "estes aumentos de 15 por cento e em alguns casos na ordem dos 25 por cento, visam abrir caminho à privatização das empresa públicas de transportes" que, defende, "se devem manter no domínio público, pois só dessa forma estará garantido um direito fundamental, o Direito à Mobilidade".

O movimento adianta que "irá promover um abaixo-assinado exigindo ao Governo a revogação dos aumentos que entraram em vigor a 01 de Agosto bem como salvaguardar que não haverá mais alterações", nomeadamente em Janeiro.

Ponderam ainda "a realização de várias acções de rua já em Setembro" e apelam "à população para se manifestarem e participarem nas acções levadas a cabo pelas Comissões de Utentes".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG