Turistas gastam em média 283 euros por dia no Porto

Cada turista gastou em média 283 euros diários nas visitas ao Porto no primeiro trimestre de 2013, período em que pela primeira vez os hostels foram preferidos aos hotéis para passar férias, revela um estudo do Instituto de Turismo.

A análise trimestral "Perfil do Turista que visita o Porto e Norte de Portugal", hoje divulgada, mostra um aumento de cerca de 13% nos "consumos médios globais" dos turistas que passaram pela região e uma descida no "tempo de permanência".

Com um consumo médio diário de 283 euros, os turistas que estiveram no Porto e Norte entre janeiro e março deixaram na região um "gasto médio global" de 586 euros, refere o estudo do IPDT - Instituto de Turismo.

"Trata-se de um aumento de cerca de 13% face ao mesmo período de 2012. Estes dados reforçam a tendência de aumento dos consumos, já registada em 15% no último trimestre de 2012", escreve-se na nota de imprensa enviada à Lusa.

De acordo com o estudo, "os tempos de estada média para o segmento de negócios foram superiores ao do trimestre homólogo de 2012".

Pelo contrário, a estada média para o lazer e "visitas a familiares/amigos" diminui.

O Instituto de Turismo constatou que "o tipo de alojamento" escolhido pelos turistas "também está em mudança, registando-se pela primeira vez a ultrapassagem da hotelaria pelos hostels na categoria de turistas em férias".

Quanto aos turistas estrangeiros, "apresentaram rendimentos situados maioritariamente entre 1.000 e 3.000 euros", nota a análise levada a cabo pelo IPDT -- Instituto de Turismo, em parceria com a Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte de Portugal (ERTPNP) e com o Aeroporto Francisco Sá Carneiro.

Comparando estes dados com o trimestre homólogo de 2012, constata-se que o rendimento médio dos turistas estrangeiros que passaram pelo Porto e Norte entre janeiro e março de 2013 diminui.

Tal "indica que os turistas que visitaram o Porto e Norte no primeiro trimestre de 2013 tinham rendimentos mais baixos, em especial no segmento em negócios", acrescenta a nota de imprensa.

Em todos os segmentos de turistas, o estudo encontrou "mais turistas a declarar que fizeram compras na sua estada na região".

A Internet continua a ser o "canal preferido" para a reserva de viagens do "segmento de turismo, com uma incidência de 90%".

Os dados recolhidos têm por base um inquérito por entrevista pessoal (que neste caso abrangeu 450 pessoas), aplicado na sala de embarque do aeroporto".

Abordando "aspetos como o motivo da visita à região, a frequência de visitas ao Porto e Norte de Portugal e a satisfação do turista", o estudo "pretende traçar a evolução do perfil dos turistas que visitam a região, quer em lazer quer em negócios", escreve-se no comunicado.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG