Trinta e seis voos de ligação entre França e Portugal cancelados devido a greve

Quinta-feira é o segundo dia de greve dos controladores aéreos franceses. Paralisação está a perturbar o tráfego aéreo francês, com consequências por toda a Europa.

Trinta e seis voos de ligação entre Portugal e França previstos para hoje foram cancelados devido à greve dos controladores aéreos anunciada pela Direção-Geral da Aviação Civil (DGAC) francesa.

De acordo com a informação disponibilizada na página oficial da ANA - Aeroportos de Portugal, às 9:00h, foram cancelados oito voos com partida de Lisboa para os aeroportos franceses de Lyon, Toulouse, Paris e Marselha, das companhias TAP -- Portugal, Ryanair, Transavia France e Vueling Paris.

Em relação às chegadas ao aeroporto de Lisboa provenientes de França, foram afetadas oito ligações, três da transportadora nacional, dois da Ryanair, e um das companhias Transavia France, Air France e Vueling Airlines.

Já em relação ao aeroporto Sá Carneiro, no Porto, foram afetadas 11 voos provenientes de França e nove com chegada ao destino português oriundos dos principais aeroportos franceses.

A transportadora low-cost Ryanair foi a que cancelou mais voos com proveniência de França para o aeroporto do Porto, cinco, seguida da TAP com dois, da Transavia France, igualmente com dois, e a Aigle Azur e a EasyJet Airlines, cada uma com um voo cancelado.

Segundo a informação publicada no 'site' da ANA, o aeroporto de Faro não regista qualquer voo cancelado, quer nas partidas, quer nas chegadas.

O tráfego aéreo francês encontra-se fortemente perturbado naquele que é o segundo dia de greve dos controladores aéreos, com cerca de metade dos voos previstos cancelados e com atrasos, panorama que se deve acentuar no final do dia.

A Direção-Geral da Aviação Civil (DGAC) pediu às companhias para a anularem metade dos voos previstos para hoje, a título preventivo, revela a agência de notícias francesa AFP.

A paralisação, que mobilizou 36% dos controladores na quarta-feira, "continua esta manhã" e levou a "atrasos de cerca de 30 a 50 minutos nos aeroportos de Paris-Roissy, de Nice, Toulouse , Nantes, e Bordéus", disse à AFP um porta-voz para a aviação civil.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG